Envie sua redação para correção
    É possível afirmar que a doação de órgãos ainda representa uma grande problemática a ser enfrentada de forma mais organizada pela sociedade brasileira.Isso se evidencia não só pela questão do preconceito em alta,mas também pela rejeição da família.
     Podemos perceber que a falta de conhecimento adequado resulta no preconceito, o que dificulta a doação de órgãos visto que,diversos mitos ainda persistem na mente dos cidadãos,tal como,o de que o médico não se esforçará em salvar o indivíduo,caso ele seja doador de órgãos.Portanto, é inaceitável que em pleno século XXI,na denominada era digital tantas pessoas ainda sejam tão desinformadas em tais assuntos.
     No que se refere aos casos de resistência familiar,percebemos que são fatores ainda persistentes na nossa sociedade entretanto,esse fator vem se atenuando cada vez mais nos últimos anos.De acordo com uma pesquisa divulgada pelo portal g1 na qual revela que houve um aumento de mais de 60% no número de órgãos transplantados no país,o que mostra que as famílias brasileiras estão cada vez mais solidários uns com os outros.
     Logo,é imprescindível que o Ministério das comunicações realize propagandas desvendando alguns dos mitos mais comuns que ainda permanecem na mente dos cidadãos como,por exemplo,caso um indivíduo sofra um acidente ele não receberá o atendimento adequado por ser um doador de órgãos,com a finalidade de tornar cidadãos cada vez mais conscientes.Ademais,é necessário que o MEC institua palestras educativas nas escolas,ministradas por psicólogos e pessoas que necessitam de transplante,abordando sobre a importância da doação de órgãos na qual poderá salvar diversas vidas e principalmente a necessidade de se avisar os familiares sobre tal decisão assim,formaremos uma sociedade com mais harmonia e solidariedade para as futuras gerações.