Envie sua redação para correção
    Segundo o filósofo existencialista Jean-Paul Sartre, o homem é o único ser livre, porém, deve agir sabendo que toda ação exerce uma reação. Dentro desse contexto, é perceptível que o trabalho infantil é resultado de atos que geram problemáticas no contexto social vigente. Desse modo, destacam-se dois impasses no cenário brasileiro: a perda da infância e a falta da liberdade de escolhas.
      Em princípio, é de suma importância salientar o quão necessário é ser e agir como criança no período de desenvolvimento infantil. Sem dúvidas, essa é a época crucial para o incremento da personalidade. Por tal motivo, por uma criança trabalhar, seja por "diversão", seja por necessidades básicas é errado, pois ao dar compromissos de alto nível para os pequenos tira deles seu maior valor, a ingenuidade.
      Além disso, segundo o filósofo racionalista René Descartes, o homem é um animal racional. Portanto, dizer que um jovem não tem capacidade de fazer escolhas e que esse dever é dos pais, é um "crime", já que tira das crianças a razão e consequentemente a liberdade de escolhas. Contudo, medidas precisam ser tomadas para uma melhora social.
      Diante disso, cabe ao governo proporcionar palestras educacionais nas instituições de ensino mostrando a importância de brincar e não de trabalhar. Ademais, seria necessário uma melhoria na lei sobre o trabalho infantil, proibindo-o sob qualquer circunstância. Assim, tendo controle da situação, haverá uma melhora na vida e no desenvolvimento de uma sociedade futura que são as crianças.