Envie sua redação para correção
    Entende-se que o trabalho infantil é um problema recorrente na sociedade brasileira, principalmente nas classes econômicas mais baixas. Trata-se de um problema antigo, herdado dos tempos de escravidão e que precisa ser combatido para minimizar as desigualdades sociais existentes no país.
     Alguns problemas, como a falta de estrutura familiar, fazem com que os jovens precisem adquirir cedo uma tarefa que não estão aptos a realizar. Assim, com o contexto da pobreza e falta de perspectiva em que os jovens se encontram, torna-se difícil uma ascensão social e econômica, uma vez que o trabalho prejudica sua formação educacional. Dessa forma, privado de uma boa educação,o que compromete a estrutura social do cidadão, ele é cada vez mais marginalizado na sociedade.
     Diante disso, avanços foram realizados coma finalidade de garantir os direitos dos mais jovens; um deles é o Estatuto da Criança e do Adolescente(ECA), criado em 1990, que determina a proibição do trabalho infantil e assegura vários direitos das crianças e adolescentes como o direito à vida, à educação, à cultura e ao lazer. Porém, ainda são poucos os que conhecem os artigos do ECA, o que prejudica o seu cumprimento.
     Portanto, é necessário ampliar a divulgação dos direitos existentes das crianças e adolescentes em conjunto com as escolas e famílias, seja através de cartilhas ou palestras. Além disso, cabe ao Ministério da Educação ampliar as vagas em escolas de tempo integral, como forma de garantir a esses jovens uma boa formação educacional, profissional e cultural. Assim, será possível minimizar as desigualdades sociais existentes no país, garantindo que esses jovens tenham uma boa perspectiva em relação ao futuro.