Envie sua redação para correção
    A questão do trabalho infantil teve origem na Revolução Industrial, pois muitas crianças naquela época trabalhavam em fábricas. Nos Estados Unidos, o trabalho infantil foi erradicado, porém, no Brasil continua sendo um prolema onde mais de 5 milhões de crianças se esforçam da maneira que não deveriam.
         Conforme o pensamento Marxiano, a história da humanidade era a luta de classes, por conta da desigualdade social que também é uma das causas do trabalho infantil. Muitas famílias pobres obrigam as crianças a trabalhar como forma de complementação de renda. Porém, isso é um problema porque muitos deixam de ir às escolas por causa do trabalho, que muitas vezes são em locais que causam prejuízo a saúde e a mentalidade dessas crianças. Há também casos de exploração infantil no mercado, e isso acontece por conta do salário que é menor para as crianças e adolescentes do que para os adultos, então, esses mercados tem menos prejuízo contratando menores, mesmo esse ato sendo errado.
         Contudo, o problema está longe de ser solucionado. Embora o trabalho infantil seja ilegal e pode ser considerado um crime, no Brasil não há fiscalização eficiente quanto à isso. Vale ressaltar que muitas regiões não possuem escolas com uma educação de qualidade, e isso se torna mais um motivo para que algumas famílias priorizem o trabalho do que a educação, não contribuindo no desenvolvimento intelectual e social dessas crianças.
          Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. A Receita Federal deve investir uma maior parcela dos impostos arrecadados na educação. O Estado por sua vez deve investir nas criações de programas que ajudam as famílias carentes, como o Bolsa Família, para que as crianças não precisem sustentar suas famílias. O governo deve impor escolas com mais qualidades de ensino e que tenham turno integral, garantindo melhores perspectivas aos educandos. Vida de criança deve ser leve e despreocupada e ninguém deve privá-las de seus direitos.