ENEM 2005 - O trabalho infantil na realidade brasileira

Envie sua redação para correção
    EXORCIZAR É PRECISO.
              O Brasil é assombrado pelo trabalho infantil. Esse terror é fomentado por questões econômicas e sociais. E agora José? Agora, cabe ratificar Nelson Mandela, líder sul-africano antiapartheid, ou seja, inspirar a inspirar a coragem onde há o medo.
         Primeiro, a recessão econômica aumentou a pobreza. Conforme o Banco Mundial, em 2017 haverá mais de dois milhões de novos pobres no país. Portanto, essa vulnerabilidade social estimula o trabalho das crianças, cujo fim é complementar a renda familiar, prejudicando o bom desenvolvimento da infância pregado pelo UNICEF.
            Segundo, o trabalho precoce é visto por parte da sociedade como meio de promover a moral e a dignidade. Desse modo, ele acaba adquirindo um aspecto natural e positivo para as famílias de baixa renda, legitimando o discurso de que trabalhar na infância é melhor do que roubar. Assim, a tolerância ao labor infantil nas carvoarias, lixões, feiras livres, sinaleiras e residências exemplifica essa realidade.
            Logo, enfrentar o medo é o caminho para exorcizar essa assombração. Para tal, a União deve criar os núcleos sociais nos estados para atuarem junto às crianças carentes e suas famílias, por meio de ações de transferência de renda e de inserção social, a fim de assegurar a dignidade da pessoa humana. Ademais, o Ministério Público do Trabalho pode promover a erradicação do trabalho infantil, através das redes sociais, propagandas e parcerias com artistas, visando à garantia dos direitos humanos para as crianças.