Enviada em: 05/09/2017

Em 1956, Jk com o plano de metas, criou rodovias, e ficou gradativo o desequilíbrio de condutores no cenário de trânsito. Para coibir esse comportamento existe um projeto de lei que diminui essa problemática. Opositores dessa proposta esquecem-se que a melhor forma de acabar com esta pratica nociva é atacando suas causas e não seus sintomas mais evidentes.    A lei seca, instituída em 2008 no Brasil, com objetivo de diminuir esses maus comportamentos vem ocorrendo de forma positiva no cenário de trânsito. Entretanto, a conscientização atribuída por muitos ajudou bastante no seu objetivo.     Além disso, também vale salientar, que apesar de já implantada a lei não atingiu seu potencial. Destarte, ainda é deixada de lado por alguns: comodidade, falta de responsabilidade e egoismo ao próximo são fatores que explicam essa problemática. No entanto, hospitais alegam inúmeras vitimas sendo contribuintes ao acidentes de trânsito e sendo destinadas a morte ou até então a sérios problemas de saúde.   Por um outro ângulo, segundo Bauman, a preocupação com a administração da vida parece distanciar o ser humano da reflexão moral. Pois muitos esquecem-se que o melhor caminho é rompendo suas causas e não os sintomas mais ostensivo.    Ainda é existente condutores imprudentes embriagados no trânsito, portanto, para que haja a conscientização global sobre a lei. É necessário o Departamento de Trânsito junto ao Estado, instalando a lei seca em turnos tanto noturnos como diurnos e melhorado as rodovias com mais iluminações e fiscalizações. Ademais, a mídia trabalhando com mais anúncios e propagandas sobre o tema. Para que escolas utilizes recursos da atualidades fazendo palestras com intuito de direcionar um bom comportamento ao trânsito de gerações futuras. Assim, talvez, a sociedade usufrua das rodovias criadas por JK sem ocasionar danos.