Envie sua redação para correção
    O esporte como um todo apresenta um papel de integração social desde os primórdios da Antiguidade Grega, quando o mesmo servia como modo de interação dos sujeitos ente si e também entre diferentes povos. Em síntese, observa-se, no Brasil contemporâneo um potencial do uso do esporte como ferramenta de promoção a cidadania. Entretanto, apesar da pratica esportiva mostrar seu expansivo potencial para as transformações necessárias, referente a questões nacionais (exclusão, preconceito, criminalidade), o governo do país e a população se mostram negligentes, em relação a este aspecto. 
                  Em primeiro lugar, é de suma relevância destacar que, o esporte ao longo do tempo vem se tornando instrumento de protesto de causas cidadãs. Ou seja, ele passou a ser um meio de obter a noção de cidadania, como exemplo: em 2017, os times de futebol da Dinamarca e Alemanha realizaram um amistoso, onde os capitães usaram braçadeiras com as cores do arco-íris, prestando apoio aos torcedores LGBT, que sofrem com o preconceito por parte da sociedade. Por conseguinte, mais do que bem-estar, lazer e saúde é evidente que, o esporte corrobora para a construção de cidadãos mais aptos a exercer a cidadania, além de contribuir para a formação de valores, como, respeito e coletividade. 
                A posterior, dos benefícios que a prática esportiva proporciona, urgem os desafios que a obstam. Tornando visível o desleixo do governo que se mostra na falta de investimento que, acarreta na infraestrutura precária, com poucas quadra e parques públicos qualificados para a pratica de esportes. Consequentemente, essa conjuntura de fatores, acaba colaborando para o atípico interesse da população no esporte, que por sua vez encontra barreiras como: falta de tempo e dinheiro. Por fim, estes impedimentos acabam por atravancar a interação entre esporte e cidadania.
                 Portanto, afim de colaborar para que os indivíduos que compõem a sociedade brasileira, tenham mais oportunidade para praticar esportes e usufruir de todos os seus respectivos benefícios, cabe ao Governo mediante do estimulo fiscal, por meio de isenção ou diminuição de impostos para empresas que patrocinarem projetos esportivos para seus funcionários e para a comunidade que acerca, para que então seja possível aproximá-los da pratica esportiva e do ato de cidadania que ela proporciona. Ademais, com o objetivo de formas brasileiros mais aptos a praticar a cidadania, cabe ao Ministério do Esporte em parceria com as escolas, promover competições interescolares, incentivando desta forma a pratica esportiva.