Enviada em: 09/05/2018

Cada vez mais milhares de meninas ainda em sua adolescência vem se tornando mães, sem visar os perigos e a irresponsabilidade, que, gerar outra vida sendo tão jovem pode causar.  Garotas com cerca de 15 a 19 anos se tornam-se mães diariamente, estima-se que em média são 46 nascimentos para cada mil meninas. Pelo fato do corpo das jovens ainda está em sua transição, muitas vezes os órgãos não estão prontos adequadamente para gerar um filho,e é recorrente  o feto apresentar más problemas em sua formação, e a mãe expor algumas dificuldades. tornando- se um dos principais fatores da mortalidade entre jovens. Em torno de 1,9 mil adolescentes, aparentam problemas de saúde durante sua gravidez e após seu trabalho de parto.   As escolas hoje em dia visam bastante a importância de ensinar e orientar os perigos de uma relação sexual sem os devidos cuidados.Com uma prevenção eficaz, não só  evitar um gravidez, mas também os preservativos ajudam a evitar pegar doenças indesejadas, como as DST'S, na qual são transmitidas nas relações sexuais. Ainda assim, elas não percebem como é fácil uma jovem ficar grávida facilmente. Muitos jovem finalizam suas vidas no ensino médio, já constatando que já tiveram suas primeiras relações sexuais, onde procuraram se informar com amigos mais velhos, ou videos pornográficos na internet.  Desde modo, ainda é imprescindível que possamos conscientizar essas garotas de uma maneira tão eficaz. Mas, se os pais começassem a dar maior liberdade as suas filhas (os), a este assunto, onde sabemos que o sexo ainda é de fato um tabu em diversas famílias, os jovens começariam a procurar a ajudar dos pais cada vez mais, onde pudessem procurar uma forma de se precaver com mais orientação, procurar fazer sempre o uso de camisinhas, que tem uma eficacia de 96%, 97% e procurar fazer o uso de medicamentos adequados prescrevido por uma orientação medica.