Impactos da flexibilização das leis ambientais brasileiras

Envie sua redação para correção
    Em sua obra literária "Canção do Exílio", Gonçalves Dias evidencia à abundância da fauna e da flora brasileira com saudosismo.Distante do cenário literário, e adentrando à realidade brasileira, observa-se que, apesar o hiato temporal, o Brasil ainda possui inúmeras riquezas naturais. Todavia, o surgimento de impactos no meio ambiente dados pelo aumento na flexibilização legislativa nacional e pelo descaso ambiental, bem como priorização de interesses privados aos sociais, ameaçam a conservação desse patrimônio natural.                
            Pontua-se, em uma análise inicial, que a concessão, do afrouxamento ambientais brasileiras, se dá graças a não priorização do Estado pelos recursos naturais brasileiros. Isso porque o Brasil, apesar da diversidade da fauna e flora que possui, não contém pautas políticas que efetivem, sequer, à preservação de seus biomas nativos. Como consequência dessa falta de rigor do legislativo, no que diz respeito à aplicabilidade e afetividade das leis ambientais vigentes, observa-se o aumento da "flexibilização ambiental" e consequente monopólio de grandes estatais e latifundiários que voltam-se, diretamente, para geração de lucro e não ao chamado "consumo sustentável". Prova de tal descaso por parte desses empresários é, segundo o IPEA, o fato do cerrado brasileiro ser considerado esse hotspot nacional, ou seja, uma área que apresenta uma alta probabilidade de extinção.
           Observa-se, em paralelo a isso, como tal submissão do Estado em prol dos interesses privados é capaz de causas desastres ambientais e sociais graves. Tal fato ocorre devido a omissão dada as questões sociais em favor das vantagens econômicas geradas pelas grandes empresas. Isso porque "o dinheiro, hoje, é o centro do mundo, e não mais o homem", como pressupôs Milton Santos. Fato esse que quando associado a deficitária gestão do ambiente nacional, bem como reduzidas ações preventivas e fiscalizadoras, são capazes de gerar, como consequência, grandes impactos negativos na vida de uma comunidade. Prova de tal irresponsabilidade estatal é o que aconteceu, em janeiro de 2019, na cidade de Brumadinho.
        Nota-se,portanto,que para a diminuição dos impactos causados pela flexibilização das leis ambientais brasileiras,Governo Federal,com o apoio do Ministério do Meio Ambiente e deputados federais devem,através do aumento de fiscalizações ambientais(nos diversos biomas nacionais) e ampliação das multas e penas carcerárias para aqueles empresários que violarem as normas judiciais impostas pelo código florestal.A fim de que, com tais medidas ,nenhum cidadão ou bioma brasileiro  venha a ser prejudicado pela pela negligência de grandes corporações,para que assim o Brasil continue sendo lembrado com saudosismo por seus nativos,como foi por Gonçalves Dias.