Envie sua redação para correção
    No documentário A Lei da Água, é esclarecido as mudanças promovidas pelo novo Código Florestal.Analogamente tem-se a flexibilização das leis ambientais brasileiras, e com estas seus impactos sobre o bioma brasileiro.A redução da rigidez dessas leis é reflexo de um pensamento retrógrado que países subdesenvolvidos costumam possuir.Como decorrência desse pensamento e flexibilização, tem-se desastres ambientais, insegurança alimentar e a destruição do bioma nacional como consequências inevitáveis. 
        Em primeira análise, pontua-se a grande influência que a bancada ruralista possui sobre as decisões ambientais no Brasil.Um exemplo desse poder é a aprovação- pela Câmara dos Deputados- do projeto de lei apelidado "pacote de veneno". A aprovação deste projeto não só representaria um risco a segurança alimentar brasileira, visto que promete aprovar mais agrotóxicos, como também aumenta os riscos de contaminação da água, segundo uma pesquisa realizada pela UFMT. 
        Outrossim a flexibilização das leis ambientais brasileiras ampliará e facilitará com que desastres ambientais como os de Brumadinho e Mariana ocorram, visto que o atual secretário do Meio Ambiente, Ricardo Salles prevê a possibilidade de que as próprias empresas façam o seu  licenciamento, sem necessidade de qualquer inspeção ambiental prévia.Ademais segundo a ONU a flexibilização dessas leis ambientais não representa apenas um impacto ambiental, mas também social, visto que afetas os indivíduos que dependem da terra como meio de sobrevivência, como a população ribeirinha por exemplo.
          Por conseguinte, é mister que medidas sejam tomadas a fim de vetar a flexibilização das leis ambientais no Brasil.Para tanto a sociedade junto a ONG's poderiam tentar eleger uma bancada ambientalista a fim de neutralizar as ações maliciosas da bancada ruralista, e de conscientizarem o Legislativo a respeito do desenvolvimento sustentável, por meio de consultoria aos deputados e senadores.