Impactos da flexibilização das leis ambientais brasileiras

Envie sua redação para correção
    Em 1981,o Estado aprova o SISNAMA-Sistema Nacional do Meio Ambiente no Brasil-o qual afirma que o meio ambiente é um bem de uso do povo,necessário à vida e  deve ser preservado no presente e futuro sendo dever do poder público e coletividade garantir isso.Entretanto,a sociedade atual convive com divulgação na mídia de tentativas de reforma na legislação ambiental brasileira a fim de assegurar interesses econômicos.Neste contexto,é necessário salientar os impactos gerados pela flexibilização das leis ambientas brasileiras,visto que,ora incentiva desmatamento,ora retirada de recursos naturais.
     Em primeiro plano,cabe destacar que um importante revés cujo flexibilizar as leis ambientais no Brasil causa é o aumento do desmatamento. No período de 1970 a 1985 a taxa de desmatamento anual na Mata Atlântica segundo a Ong SOS Mata Atlântica era de 107.296ha/ano,e a partir da criação das leis bem como deixando mais rígida em 2000 a taxa anual já era de 15.152ha/ano,isto demonstra que flexibilizar não representa ser o melhor caminho para garantir o futuro da vida no planeta.Além disso,a bancada ruralista valendo-se do seu poder no congresso tenta diminuir por alterações nas leis as reservas no Brasil,podendo desta forma aumentar a exploração de áreas para enriquecimento próprio.Infelizmente,com essas flexibilização alteraríamos os biomas,ciclos hidrológicos, contribuindo para a irregularidade pluviométrica,aumento temperatura global e não preservação para vida futuras.
     Como se não bastasse,outro impacto gerado pela flexibilização das leis ambientais no Brasil é o aumento da retirada de recursos naturais. O extrativismo vegetal e animal,mineração, garimpos,uso do petróleo são todos medidas que levam a retirada dos recursos para garantir materia prima para o comércio e indústria,levando ao Brasil precisar 2,9 planetas Terras segundo a ong WWF.Além do mais, como afirma Sócrates"erros são consequência da ignorância humana"percebemos a estupidez humana,já que com fiscalização esses números são alarmante,como vamos flexibilizar mais.Dessa forma,a exploração desenfreada leva a inferir que a sobrevivência da humanidade está ameaçada.
     Frente a essa realidade, é evidente que medidas devem ser tomadas urgentemente para evitar a flexibilização das leis ambientais brasileiras.Primeiramente, a sociedade civil deve acompanhar e reivindicar contra leis que não são favoráveis ao bem do país, por meio do pressionamento da câmara-com manifestações pacíficas,petições, assinaturas de abaixo assinado,bem como criando projetos de leis e recolhendo assinaturas para que eles sejam avaliados no congresso-,com o intuito não só de garantir a vida hoje no planeta mas também o futuro de todos,sem a falta de algum recurso.Outrossim,o congresso deve dialogar com cientistas do meio ambiente  qual seriam as melhores soluções para o meio ambiente brasileiro,garantindo assim o pleno funcionamento do projeto SISNAMA.