Impactos da flexibilização das leis ambientais brasileiras

Envie sua redação para correção
    O acidente no Vale do Brumadinho possuiu um papel importante, infelizmente, para a população brasileira e mundial: mostrou que a fiscalização ambiental aqui não é feita  de forma adequada e que levamos um tempo para começar a refletir sobre tal assunto. Em contrapartida, está havendo uma flexibilização nas leis ambientais, provando que há uma certa ignorância no que já ocorrendo. 
      Esse tipo de mudança nas leis não é o caminho correto, uma vez que precisa-se de leis mais rigorosas, de mais fiscalização, Esse caminho, pode causar diversos impactos, tanto na natureza como no ser humano, já que o desmatamento tende a aumentar de forma preocupante, causando a extinção de muitos animais, empobrecimento do solo e uma contribuição significante no aquecimento global. 
      No entanto, por que não tentar o caminho "certo" de melhorar o que realmente está precisando? Verifica-se no Brasil uma crise econômica, e aumentar a fiscalização fará com que algumas empresas/ indústrias produzam menos, impactando diretamente na economia. Conclui-se que o financeiro está à frente da saúde/vida de todos. Com esse caminho ganancioso, O Brasil está si próprio extinguindo, afinal os acidentes ambientais e danos deixados são imensos e vergonhosos. 
      Portanto, é mister que o Estado tome providências para resolver tal impasse. Para que o caminho a ser seguido seja diferente, urge que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) junto com a Organização das Nações Unidas (ONU) façam uma intervenção no Poder Legislativo, visando impedir tais mudanças e proporcionando leis para o real problema, solucionando, parcialmente, o impasse. Somente assim, o meio ambiente vai se sentir um pouco mais valorizado e os impasses podem ser, obrigatoriamente, evitados.