Impactos da transposição no Rio São Francisco

Envie sua redação para correção
    A transposição do rio são Francisco já é uma realidade, em alguns trechos concluídos, dessa obra monumental. Dessa forma, vem à tona a discussão da melhoria na qualidade de vida dos moradores e os cuidados preventivos, necessários para um melhor aproveitamento da água que será desviada.
        Historicamente, a seca no sertão nordestino é descrito desde o período colonial, sendo esse fenômeno, fonte de inspiração para a literatura, teatro e cinema. Essas manifestações culturais sempre ressaltaram o sofrimento daqueles que tinham que conviver com a falta d'água.
        Ao longo desse tempo, diversas tentativas foram realizadas com o intuito de fornecer água aos sertanejos. Assim, construiu-se açudes, adutoras e grandes reservatórios, porém, todos esses esforços apenas mitigaram a escassez hídrica.
        Por tudo isso, pode-se dizer que a transposição do rio são Francisco vem em boa hora e que será de fundamental importância para o alívio da população beneficiada. Porém, para que as melhorias sejam duradouras e efetivas é necessário que o Governo Federal faça leis que proíbam a utilização de da água do velho chico, para irrigações em latifúndios e para indústria. Associada a isso, deve-se implementar disciplina específica, no ensino fundamental e médio das escolas públicas e privadas, na qual será debatido o uso consciente e inteligente da água, tanto em nível individual quanto coletivo.