Intolerância e discurso de ódio contra minorias

Envie sua redação para correção
    “O importante não é viver, mas viver bem.” Segundo Platão, a qualidade de vida tem tamanha importância que ultrapassa a da própria existência. Entretanto, no Brasil, essa não é uma realidade para as minorias, grupos de maior vulnerabilidade na sociedade, que são vítimas da intolerância e do ódio. Com isso, ao invés de tentar aproximar a realidade descrita por Platão da vivenciada por estes indivíduos, o meio familiar e a reafirmação do preconceito por intermédio do entretenimento acabam contribuindo para a situação atual.
         Segundo o filósofo Émile Durkheim, os jovens tendem a adotar as atitudes do meio em que convivem. Outrossim, sabe-se que crianças não nascem intolerantes, é preciso que tal discurso de ódio seja ensinado a essas. Visto isso, é fato que uma criação cheia de preconceitos resulta na formação de um indivíduo intolerante perante aos diferentes, sendo os grupos de minorias os mais afetados. 
          No que diz respeito à intolerância contra as minorias, pode-se citar os meios de entretenimento como o segundo agente agravador dessa situação. São populares, principalmente entre os jovens, músicas de funk que denigrem a imagem da mulher, bem como postagens nas redes sociais favoráveis ao racismo e à homofobia. Tais circunstâncias contribuem para o cenário atual de intolerância que convertem-se em violência moral e física contra as minorias. 
          Em suma, a intolerância e o ódio são extremamente prejudiciais aos indivíduos que são vítimas desses. Por isso, faz-se necessária uma tomada de medidas para que tal violência não ocorra. Espera-se que o Poder Legislativo crie um projeto de lei para aumentar a punição de agressores e preconceituosos. Outrossim, é necessário que o Estado promova a conscientização nas escolas sobre a igualdade e a violência contra as minorias. Cabe à sociedade civil, o apoio a essas e aos movimentos que as protegem e defendem os seus direitos, expondo a postura preconceituosa da sociedade. Dessa maneira, a intolerância e o ódio contra as minorias poderá cessar no país.