Intolerância e discurso de ódio contra minorias

Envie sua redação para correção
    Impaciência
       Caro leitor, consegue fechar os olhos e respirar fundo por cinco minutos ? Se sua resposta foi não, há uma possibilidade de você ser uma pessoa impaciente. Ultimamente, a falta de paciência tem se tornado algo cada vez mais comum na nossa sociedade, e podemos afirmar que a maioria das pessoas já passaram por episódios onde "perderam a linha".
    
       Todos os dias se vê  na TV e noticiários, reportagens sobre a intolerância. A população está cada vez mais agressiva uns com os outros, seja no falar ou fisicamente. Mas, qual a causa que leva a tanto nervosismo que mais parece um trem descarrilado? Sem dúvida nenhuma é a falta de respeito ao próximo. Pessoas que se respeitam não se agridem, podem até expressar algum descontentamento, mas sabem medir o tom de voz e não levantam a mão para ferir seu concidadão.
       É pertinente dizer que a relação com a impaciência é o descontrole. Tem pessoas matando e agredindo por muito pouco, como foi o caso do policial que ameaçou com uma arma e espancou a atendente porque o lanche dele foi errado, foi com molho e ele queria sem molho. O policial estava totalmente descontrolado. Ou seja, ele perdeu a paciência e foi totalmente intolerante ao erro da funcionária da lanchonete.
       Cabe adicionar também que a intolerância leva aos discursos de ódio contra a minoria. Não são necessariamente a menor quantidade da população, mas são aqueles que estão em desvantagens em relação a lei do pais. Com isso, esses seguem sendo ofendidos, perseguidos e agredidos porque não partilharem da mesma opinião: política, sexual, religiosa, etc. Vimos isso na ultima eleição presidencial no Brasil.
    
       Cabe concluir que a intolerância, o descontrole e os discursos de ódio, não aparecem "do nada". Esses são frutos maduros da impaciência. A solução é a parceria do governo com a sociedade. Governo criando leis para incluir a minoria e a sociedade no trato cordial com todos. Portanto, acalme-se.