Intolerância e discurso de ódio contra minorias

Envie sua redação para correção
    Relativo à intolerância e discurso de ódio contra minorias, é possível afirmar que o Brasil, assim como outros países ainda não aprenderam a lidar com as inúmeras diferenças existentes na sociedade. Isso se evidencia não só no atual quadro político de várias Estados, mas também pelo modelo conservador imposto por eles.
    No que se refere à política, é notório que por muito tempo o Darwinismo Social foi o fator comum para as sociedades. Durante muitos séculos, a população menos favorecida dos Estados Unidos sofreu uma grande discriminação do corpo social que se encaixava perfeitamente no modelo eurocêntrico, visto que negros não podiam frequentar os mesmo espaços públicos, nem os mesmos ônibus dos brancos. Atualmente, o país ainda se encontra com um presidente totalmente  racista, entre outros adjetivos negativos.
    Outro aspecto a ser considerado é a ideia do conservadorismo que ainda não foi superado por esses. No Brasil, o fato de existir LGBT gera inúmeros homicídios diários, pelo simples fato de diversos indivíduos não aceitarem o homossexualismo. Em outros países, esse tipo de prática é considerado crime com pena de morte 
    Dessa forma, é necessário que haja uma conscientização por parte da população que o mundo não precisa seguir um modelo imposto por um lugar, e o melhor local para esse pensamento começar a ser desfeito é na escola. É inevitável que o próprio governo se conscientize dessa heterogeneidade social, e que os direitos sejam iguais para todos.