Envie sua redação para correção
    A 2ª Guerra Mundial mostrou um dos maiores exemplos de intolerância e discursos de ódio contra as minorias e os seus terríveis desdobramentos por meio do Nazismo idealizado por Hitler. E, mesmo depois desse período nefasto da história mundial, ainda persiste uma grande propagação de discriminação contra grupos minoritários e isso ocorre devido a uma escassez de uma educação humana e inclusiva.
      Mormente, cabe analisar que grande parte dos sistemas de ensino no mundo priorizam uma educação formal voltada a uma aprovação no vestibular ou para o mercado de trabalho, deixando de lado as relações humanas. Isso, segue a ''Moral do Rebanho'', conceito filosófico de Friedrich Nietzsche, que afirma a existência de um comportamentos humano puramente submisso e irrefletido, o que ocorria muito na Alemanha Nazista de Hitler, em que foi imposto uma ideologia que os Judeus pertenciam a uma raça inferior e grande parte simplesmente aceitava e não questionava, pois vivia-se uma sociedade em que as relações humanas, os sentimentos e a empatia foram deixados de lado. Logo, não havia questionamento sobre o que era imposto, e assim seguia discursos de ódio e intolerância contra as minorias. Por isso, é essencial que uma sociedade seja educada humanamente, entendendo as diferenças e aceitando-as.
      Além disso, existe uma forte segregação na sociedade, o que dificulta um pensamento coletivo, o que dificulta uma pensamento coletivo e favorece a existência de intolerância e discurso de ódio. Dessa maneira, a Monja Coen em seu livro ''O inferno somos nós, do ódio a cultura de paz'', analisa que se continuarmos a criar nichos de separação , estaremos mantendo a discriminação e nunca chegaremos a uma cultura de paz. Portanto é fundamental a promoção de uma convivência maior com pessoas diferentes, por isso a educação inclusiva que coloca em contato ricos, pobres, negros, brancos, indígenas, pessoas com deficiência, homossexuais, heterossexuais, entre outros, é essencial para que possamos compreender melhor o universo do outro e promover uma sociedade mais tolerante.
      Fica evidente, portanto, que uma educação humana e inclusiva são fundamentais para a construção de uma sociedade mais tolerante, sem discursos de ódio. E para que isso seja feito, é necessário, primeiramente, promover uma educação nas escolas que debatam desde a infância as diferenças entre as pessoas e a luta das minorias, mitigando preconceitos e promovendo respeito e empatia, isso pode ser feito por meio de palestras, em aulas de ciências humanas e , principalmente, em projetos de grupos que reúnam pessoas diferentes em um mesmo ambiente para que elas possam trabalhar juntas, para que assim possamos no futuro promover uma sociedade mais tolerante e humana.