Intolerância e discurso de ódio contra minorias

Envie sua redação para correção
    Intolerância e discurso de ódio contra minorias
    
       Em pleno século XXI, a intolerância e o discurso de ódio são temas pertinentes inseridos na realidade da população brasileira. A escassez de informações da população contribuem para que essa discriminação aumente progressivamente. A Intolerância nada mais é do que a falta de aceitação de algo que seja diferente, como um estilo de vida, uma opinião ou uma escolha. Já o ódio, é um sentimento que pode ser motivado por raiva ou até mesmo por medo. Esses sentimentos na maioria das vezes são direcionados a uma minoria, que acabam sofrendo agressões físicas ou psicológicas.
       As minorias mais afetadas, atualmente, negros , indígenas, imigrantes, mulheres, homossexuais, idosos, moradores de vilas (ou favelas), portadores de deficiências e moradores de rua. Essas pessoas que pertencem a um grupo menor numericamente são tratados de forma preconceituosa e criminosa diversas vezes. A precária representação institucional é o principal problema que afeta os grupos minoritários. 
       O sistema representativo Brasileiro favorece os grandes grupos. Diante desse sistema, as minorias acabam sendo representadas de forma secundária ou de forma alguma, entretanto, não são todas as minorias que sofrem .Os grupos da elite organizada, como é o caso dos mais ricos, conseguem obter o que desejam por meio do poder monetário e da influência que possuem. 
       Infere-se, portanto, que a intolerância e o discurso de ódio torna-se um mau na sociedade brasileira. Dessa forma, cabe ao Governo Federal melhorar as leis já existentes com o intuito de proteção aos indivíduos por meio de policiais civis e delegacias capacitadas a esses tipos de agressões. Ademais, faz-se necessária pelo Governo Estadual, implementações de palestras em escolas para que crianças e jovens sejam informados e cresçam sabendo respeitar e ter empatia ao próximo. Só assim, poder-se-á haver um futuro mais igualitário.