Intolerância e discurso de ódio contra minorias

Envie sua redação para correção
    O físico e teórico Stephen Hawking ponderava que mesmo a sociedade sendo entrelaçada por dificuldades,sempre existe algo que o mundo possa fazer,e triunfar; onde há vida, há esperança para desenraizar os problemas.Nessa perspectiva,percebe-se que os desafios da intolerância e discurso de ódio sobre minorias estão intrinsecamente ligados à realidade do país, seja pela permanência de cultura preconceituosa ou pela ignorância social nos meios de comunicação.Por conseguinte,é importante fazer um análise acerca da problemática, com o objetivo de surgir norteadores para minimizar essas questões enfrentadas pela população.
            No que se refere à problemática em questão,pode-se tomar como primeiro ponto a ser ressaltado o preconceito sobre diversos grupos minoritários.Ao observar por um prisma histórico,durante a Segunda Guerra Mundial(1939-1945),a Alemanha nazista de Adolf Hitler, existia a teoria da superioridade da raça ariana,construindo,assim,um plano de eugenia e ódio sobre judeus e outros grupos.Sob tal ótica,no mundo atual,observa-se que essa mentalidade preconceituosa é persistente em muitos indivíduos que desejam o desaparecimento e a extinção de grupos minoritários,a exemplo disso, são os homossexuais que são diariamente xingados verbalmente e espancados.Desse modo,essa cultura influencia diretamente o surgimento da exclusão social diante desses grupos.
            Em outro parâmetro,vale ressaltar que o ódio e a intolerância não estão apenas nas ruas,pois, hoje os meios de telecomunicações fomenta o status de maior existência e "flexibilidade" das pessoas praticarem o ato de violência verbal sobre negros,mulheres e religiões.Consoante ao filósofo da corrente existencialista Jean-Paul Sartre,"a violência,seja qual for maneira que ela manifesta,é sempre uma derrota".Nesse sentido,a internet facilitou a muitos neonazistas o âmbito de praticarem a raiva sobre os grupos minoritários sem que mostrem a sua identidade,ou seja, anonimamente.Consequentemente,esses meios favorecem um aumento no bombardeamento de ódio nos meio cibernéticos.
           Fica evidente,portanto,a importância de encontrar soluções para minimizar a problemática.Nesse viés,as faculdades de artes e história,deve elabora projetos teatrais direcionados à população,por meio de encenações culturais e históricas, mostrando o sofrimento e exclusão social existente diante de grupos minoritários,com intuito comover os indivíduos preconceituosos sobre suas práticas maldosas.Outrossim,delegacias com parceria de ONGs, deve criar aplicativos para celulares e redes sociais para que os indivíduos que ao sofrerem o discurso de ódio e intolerância na internet possam automaticamente denunciarem os perfis dos neonazistas,então,abrindo um processo de investigação.