Envie sua redação para correção
    Direito à liberdade de expressão. Direito de todos os cidadãos de manifestarem suas ideias e opiniões. Porém, até que ponto vai a liberdade de expressão, uma vez com que fere os princípios de um grupo de indivíduos? Atualmente, vemos que não há limites. O discurso de ódio é constantemente exercido, e o respeito quase nunca. O que faz com que as minorias sejam cada vez mas atacados pelos simples fato de serem diferentes. Uma realidade que deve ser cada vez mais encarada e combatida por todos.
     Em primeiro lugar, as redes sociais, que estão cada vez mais presente em nosso dia-a-dia, contém algoritmos, ferramenta serviria para nos agradar,  na qual leva ideias e assuntos a que o usuário mais recorre. Isso faz com que as pessoas esteja inserida em um bolha, com assuntos à que concorde. Logo, as pessoas preconceituosas, ficam rodeados de pessoas que compartilhem da mesma ideia. Sem oportunidade de revem seus atos e conceitos. Além de se utilizarem da mesma ferramenta para agredir verbalmente.
     Da mesma forma, as instituições de ensino e famílias muitas vezes não debatem sobre o assunto. Sendo a infância a melhor época para se debater e combater a   disseminação dessas idéias preconceituosas, além formarem indivíduos tolerantes e que saibam utilizar seu direito de fala, sem ferir os direitos dos cidadãos, se utilizando da fala de Angela Davis de uma forma mais abrangente, em que, numa sociedade preconceituosa não basta não ser preconceituoso é necessário ser antipreconceituoso.
     Contudo, os direitos das minorias não podem ficar reféns aos direito de expressão da maioria. Que se utilizam de forma equivocada para inferiorizar outros grupos. Logo, é essencial que a legislação proteja os reféns do discurso de ódio com leis para punir quem os inferioriza. Além disso, é essencial que assuntos sobre a diferença entre os indivíduos sejam trabalhados nas instituições de ensino e nas famílias brasileiras, como uma forma preventiva.