Intolerância e discurso de ódio contra minorias

Envie sua redação para correção
    O ódio é o resultado da intolerância onde as pessoas exercem entre si a não convivência, o isolamento, a separação, o desprezo. Entretanto, o ódio trás consigo diversos sentimentos como a frieza, a raiva, o medo, como também o preconceito que na maioria das vezes é praticado contra as minorias, ou seja, as pessoas de desvantagens sociais e até mesmo culturas.
                   Ademais, para que a intolerância se consolide e seja transformada em ódio é preciso de que exista uma base de discursos. As crianças, embora pareçam ser malvadas, mas não são intolerantes. Para Darwin o ódio é mais complexo do que a raiva e o medo, ele pode ser a raiva transformada em conceito. 
                 Os grupos de minorias não obtém amparo na legislação atual, por isso, lutam para que suas vozes sejam escutadas nos meios institucionais. As minorias, lutam contra um padrão contemporâneo estabelecido, por não serem um grupo não dominante muitas vezes acabam sofrendo discriminações. A problemática do ódio é que quando dar-se continuidade, acaba que existindo uma maneira mais difícil de voltar atrás.
               As minorias organizadas realizam ações públicas, e algumas estratégias discursivas para conscientizar a população quanto aos seus estados de vulnerabilidade na sociedade. Portanto, para minimizar ou vencer a intolerância e o ódio é preciso que, as pessoas não deem continuidade à esse sentimento e de maneira mais geral tenham a consciência de ter benevolência ao próximo.