Envie sua redação para correção
    Sabe-se que, de acordo com a Constituição Federal de 1988, é direito de todo cidadão a liberdade de expressão, de ideias e convicções a menos que não fira os direitos do próximo. No entanto, devido ao enorme avanço tecnológico e as repercussões das redes sociais nos dias atuais, a liberdade de expressão exposta nessas redes sociais tornam-se, muitas vezes, discursos de ódio afim de ferir alguém em específico - geralmente a minoria social - de forma direta ou indireta, gerando conflitos, intolerâncias e violência. Portanto, acredita-se que a intolerância e os discursos de ódio contra as minorias, no Brasil, é causada devido a falta de educação e conhecimento da população e também devido a um histórico cultural no qual o agressor é inserido.
      A princípio, sabe-se que essa minoria em questão é, nesse contexto, referente a comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transsexuais), negros e a população de baixa renda. Acredita-se que a falta de educação e conhecimento tornam a sociedade cada vez mais ignorantes a ponto de ferir o próximo, seja difamando, violentando ou até mesmo matando essa minoria. Em suma, devido o controle digital do que as pessoas publicam ou deixam de publicar ser uma atividade muito difícil de ser controlada, a menos que seja algo ilegal e deva ser investigado, é essencial produzir conhecimento a toda a população brasileiras acerca das minorias em que se encontra no país, medidas de ética e cidadania e respeito ao próximo, independentemente de suas orientações pessoais.
      Além disso, associado a falta de educação e conhecimento da sociedade, pode-se dizer que junto a isso, a relação cultural é um fator agravante de intolerância social das minorias. Exemplo disso é como a homossexualidade é tratada nos dias atuais, mesmo havendo exceções, de forma mais branda e compreensível na qual a juventude tem mais facilidade de aceitação devido a já serem inseridas em um meio no qual é visto com frequência casais homossexuais. No entanto, não é o caso da população adulta e idosos, devido a terem vividos em uma época em que a homossexualidade não era aceitável, eles apresentam maior dificuldade de aceitação e de relacionamentos, gerando a intolerância.
      Portanto, é perceptível a necessidade de mudanças para que a intolerância e os discursos de ódio sejam sanados da sociedade brasileira. Para isso, é essencial que o Ministério da Educação crie planos afim de educar e gerar conhecimento a toda a população, através de palestras educacionais e das mídias televisivas, para que a população tenha a consciência de que nenhum cidadão merece ser difamado ou violentado devido a suas orientações pessoais ou condições em que são inseridos. Dessa forma, educando a população e garantindo um futuro com adultos conscientes de suas atitudes, a intolerância e o discurso de ódio não será mais comum entre a sociedade brasileira.