Envie sua redação para correção
    Os egípcios antigos cultivavam uma relação harmoniosa com a natureza pois para eles cada um de seus elementos correspondia a um deus que deveria ser respeitado e zelado. Em contrapartida, na atual sociedade brasileira acontece o oposto, visto que não é dada a devida importância para os cuidados com o meio ambiente e resíduos são descartados de maneira irresponsável, sem preocupação com as consequências a médio e longo prazo que podem ocorrer. Com efeito, evidencia-se a necessidade da adoção de medidas para sanar o impasse. 
     Em primeira análise, há uma ‘sociedade do consumo” que anseia a cada dia por novos produtos. A obsolescência dos bens se tornou uma realidade e toneladas de produtos são descartados todos os dias apenas pelo fato de serem substituídos por outros. No mesmo viés, as indústrias, em meio ao cenário de globalização tentam a todo custo chamar atenção para seus produtos com embalagens cada vez maiores e mais chamativas. Com isso cada vez mais lixo é gerado e o obsoleto é simplesmente jogado fora. 
     Em segundo plano, uma preocupação constante no país são os lixões a céu aberto. O método, apesar de ser um dos mais poluentes e rudimentares é amplamente usado no Brasil. Esses além de poluírem a atmosfera, o lençol freático e a paisagem, ainda comprometem a vida de quem mora em seus arredores. A população que vive próximo aos lixões normalmente é de renda baixa e sustenta a família catando o lixo para alimentação ou venda a fim de reciclagem, esses ficam demasiadamente vulneráveis a doenças e falta de expectativa de melhorias. 
     Destarte, medidas devem ser adotadas para a resolução da problemática. O governo deve oferecer incentivos fiscais para empresas que se comprometerem em reduzir o volume de embalagens. Além disso, o legislativo deve criar uma lei para que as indústrias usem uma porcentagem de materiais reciclados em suas confecções. Ademais, o Estado deve exterminar todos os lixões a céu aberto, colocando no lugar deles aterros sanitários e dando oportunidade de emprego nos mesmos. De tal maneira, a população não correrá mais riscos de saúde, terá condições mais dignas de trabalho e a natureza voltará a ser respeitada como no Egito antigo.