Lixo e cidadania: “Pensar globalmente, agir localmente”.

Envie sua redação para correção
    O clássico filme ´´Wall-e´´ mostra que o mundo foi soterrado pelo lixo da humanidade, permanecendo inabitável, dessa forma, uma nave que abrigava seres humanos foi enviada para o universo. A partir disso, é visível que a ficção aproxima-se assustadoramente da realidade, vê-se então a necessidade, hoje, de discutir no Brasil sobre os impactos que o lixo causa na sociedade. Nesse sentido cabe analisar problemáticas como: a falta de apoio do poder público aos catadores de lixo e o consumo exacerbado que geram resíduos, em busca de soluções eficientes para findar essa óbice.
        Em primeiro plano, é ideal esclarecer que as cooperativas de reciclagem oferecem um destino eficiente para o resíduo, mas para isso é necessário que o poder público possa integrá-las ao sistema municipal de geração de resíduos, pois dessa forma o catador de lixo será reconhecido pelo seu trabalho. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), apontam que os catadores de resíduos são responsáveis por quase 90% do lixo reciclado no Brasil. Em suma, o trabalho desses devem ser reconhecidos, pois apesar de enfrentarem preconceito e falta de respeito todos os dias, eles permanecem ajudando a sociedade ao coletar o lixo.
       Ainda sob essa perspectiva, vale salientar que o consumo baseado nos moldes capitalistas faz com que a população seja alienada e produza lixo de maneira indiscriminada. Todavia, é interessante lembrar sobre o documentário Ilha das Flores, que mostra um local em Porto Alegre que é destinado ao depósito de lixo, no qual é representado a trajetória de um tomate, desde a colheita até a chegada ao lixão da Ilha, onde crianças disputam restos de alimentos que sequer serviam para sustentar os porcos. Em síntese, essa consideração permite, então, que se traga à tona a discussão sobre a desigualdade social vista através do lixo, pois enquanto uns possuem alimentos outros se sustentam de ´´restos´´.
       Diante desses aspectos, é necessário tomar medidas para deslindar os impactos que o lixo causa na sociedade. Dessa forma, é necessário que o Governo Municipal crie eventos sociais nos municípios com o apoio dos catadores de lixo, como mutirões nos quais os catadores estarão repassando informações e conhecimentos sobre seu trabalho a fim de alertar a população sobre o mal que o consumo exacerbado gera no meio ambiente, pois essa será uma maneira do Governo oferecer apoio aos catadores ao remunerar o trabalho que eles irão oferecer. Para que possa haver a inclusão desses trabalhadores e o consumo desenfreado diminuir, já que, o fim seria uma utopia.