Lixo e cidadania: “Pensar globalmente, agir localmente”.

Envie sua redação para correção
    O filme "Wall-E" apresenta a história de um futuro distante em que a foi Terra destruída devido a produção descontrolada de lixo. Fora das telas, a problemática do lixo também é uma realidade, que impacta negativamente na natureza e tem como causa o aumento do consumo mundial. Diante dessa perspectiva, torna-se necessário o debate sobre o tema.
        Convém analisar, primeiramente, a origem desse problema. Dada a importância do meio ambiente, seria sensato pensar que a humanidade se preocupasse com o desenvolvimento sustentável. Entretanto, essa não é a realidade, e o que ocorre na prática é o aumento da poluição mundial, oriundos, em boa parte, da produção exagerada de lixo. Tal situação ocorre devido ao fato da sociedade se tornar cada vez mais consumista, como explica o filósofo Zygmunt Bauman no seu livro "Vida para consumo", o que resulta no aumento da quantidade de produtos descartados na natureza.
           Cabe destacar, também, que a poluição local influencia todo o planeta. Examinando-se os impactos ambientais que ocorrem em diversas partes do globo, verifica-se, em muitos casos, que tais eventos são influenciados pela poluição oriunda de outras regiões, como o derretimento das geleiras nos polos terrestres e o embranquecimento dos corais nos oceanos. Isso ocorre devido a alta integração que a natureza possui, e pode ser comprovado pela pesquisa feita pela Universidade de East Anglia, na Inglaterra, em 2007, na qual revelou-se que 12% das mortes prematuras ocorridas no mundo foram provocadas por poluentes de outras regiões.
          Fica claro, portanto, a necessidade da tomada de decisões que possam resolver esse problema. Nesse sentido, os Governos mundias devem se unir para criar um acordo que diminua a quantidade de lixo no planeta. Isso pode ser feito em duas etapas: primeiro pela redução de impostos para empresas que desenvolverem programas funcionais de reciclagem, depois pela criação de campanhas que promovam o consumo consciente, a fim de instruir a sociedade a comprar somente o necessário. Espera-se que com essas medidas os impactos do lixo sobre a natureza possam ser reduzidos.