Envie sua redação para correção
    Na sociedade contemporânea, discussões visando assuntos relacionados ao lixo e cidadania são sempre polêmicos. Pesquisas comprovam que os brasileiros jogam em média 76 milhões de toneladas de lixo, nas quais 30% poderiam ser reaproveitados, entretanto, apenas 3% vão para reciclagem. Desse modo, percebe-se que este é um problema o qual está muito longe de ser solucionado. Nesse contexto, há dois fatores que não podem ser negligenciados, como o consumismo exagerado das pessoas que leva ao grande surgimento de lixo e a falta de lugares de tratamento adequados, principalmente para o lixo sólido. 
     Comprova-se isso por meio de dados revelados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), onde mostra que 46 milhões de toneladas de lixo produzido pelos brasileiros são domiciliar. Dessa forma, vê-se que é necessário que as pessoas comecem a ter um pouco mais de controle e não sair comprando tudo que achar bonito, precisa saber se aquilo realmente terá alguma utilidade ou se depois de um tempo sem uso irá para o lixo prejudicando o meio ambiente.
     Cerca de 10% desse lixo é jogado em locais impróprios, como terrenos baldios, córregos, lagos e praças, se tornando um grande problema.A outra porcentagem do lixo descartada é destinada a aterros sanitários e lixões. Nos lixões, os resíduos são lançados diretamente ao solo e a céu aberto, favorecendo a proliferação de vetores de doenças e poluindo o solo e o lençol freático através da produção de chorume. . 
     Dessa forma, mostram-se imprescindíveis medidas públicas visando melhorar a coleta de lixo e o seu respectivo armazenamento. Além disso, é essencial o incentivo da prática da reciclagem e da reutilização por parte da população. Isso pode ser feito, principalmente, com o auxilio da mídia com o objetivo de alcançar um maior número de pessoas. Outra medida importante é no âmbito escolar.  discussão sobre o lixo deve ser trabalhada nas escolas desde as fases mais incipientes, para formar cidadãos éticos, responsáveis e zelosos com o meio em que vivem.