Lixo e cidadania: “Pensar globalmente, agir localmente”.

Envie sua redação para correção
    Um dos principais problemas encontrados nas cidades, especialmente nas grandes, é o lixo sólido, resultado de uma sociedade que a cada dia consome mais.                                                                                                    Esse processo decorre da acumulação dos dejetos, os quais nem sempre recebem tratamento adequado. Isso tende a aumentar, uma vez que a população aumenta e gera elevação no consumo, e consumo significa lixo.                                                                                                         Para se ter uma noção mais ampla do problema, tomemos a cidade de São Paulo como exemplo: em média cada pessoa produz, diariamente, entre 800 g e 1 kg de lixo, ou de 4 a 6 litros de dejetos; por dia, são geradas 15.000 toneladas de lixo, o que corresponde a 3.750 caminhões carregados diariamente. Em um ano, esses caminhões enfileirados cobririam o trajeto entre a cidade de São Paulo e Nova Iorque, ida e volta.
         Se todas as pessoas tomassem consciência e pelo menos tentassem a atitude de diminuir o consumo, e se todos separassem os lixos, organico do seco, se cada um dos 209,7 milhoes de habitantes, fizessem aquilo, não só o Brasil, mas o mundo ficaria melhor, até porque os outros países veriam as mudanças aqui, e se espelhariam.