Lixo e cidadania: “Pensar globalmente, agir localmente”.

Envie sua redação para correção
    Um dos principais problemas enfrentados pelo Brasil é o acúmulo de lixo nas grandes e pequenas cidades,isso se deve ao fato de que muitos locais não oferecem recursos adequados para recolhe-los e muitas vezes o cidadão não tem a consciência de que aquilo irá lhe prejudicar no futuro,como resultado,acaba acumulando o lixo nas ruas, rios e terrenos abandonados sem nenhuma noção daquilo que esta fazendo.
         O Rio Tietê, localizado no estado de São Paulo, é um dos mais poluídos do mundo, por consequência, acaba que se torna inutilizável para o consumo devido ao excesso de lixo que esta presente nele, tal fato, foi causado pela ação do homem e acaba sendo um convite para doenças como a Leptospirose, além de que torna-se um recurso a menos para a população no que diz respeito ao consumo de água potável,dessa forma, o futuro de toda a população acaba ficando comprometido em função desses erros.
         Não é apenas o cidadão que é responsável pelo excesso de lixo nas regiões, pois, uma boa parcela dessa culpa se deve também as prefeituras que organizam o sistema de coleta,como exemplo: a cidade de Santa Rita, localizada no estado da Paraíba,onde a sujeira tomou conta de todas as áreas de uma maneira que era praticamente impossível a locomoção de pessoas e veículos em certos locais, devido a isso, após muitos protestos, o lixo começou a ser coletado, assim, os cidadãos tiveram a oportunidade de viverem em melhores condições naquele lugar.
         Portanto, medidas são necessárias para resolver a situação, desse modo, as prefeituras  devem se organizarem para realizar um melhor sistema de coletas, fazendo uma pesquisa para saber o quanto de lixo é acumulado semanalmente e implementar um método para recolher os resíduos de forma harmônica nos locais,da mesma forma, o Ministério da Educação em parceria com a mídia, poderia incluir programas de educação ao povo,com palestras e comerciais mostrando a importância de não acumular o lixo e recicla-lo, assim, gestos individuais se  tornariam globais.