Novas formas de totalitarismo na era tecnológica.

Envie sua redação para correção
    Hannah Arendt, filósofa judia, que se aprofundou no estudo dos regimes totalitários os quais assombraram o mundo, acreditava que a propaganda era o principal meio utilizado pelos ditadores para coagir e monitorar a população adepta ao totalitarismo. Analogamente, no século XXI a utilização de tecnologias como a internet, ultrapassaram os limites da normalidade e estão por causar novas formas de totalitarismo como o monitoramento dos usuários por aplicação de algoritmos. 
       Mormente, é importante considerar que o Marco Civil da Internet garante que não haja influência de empresas sobre os utilizadores. No entanto, como temia o escritor George Orwell em seu livro "1984" a sociedade está sendo controlada por um sistema que fiscaliza e observa cada movimento das pessoas, esse fato ocorre diariamente por meio de algoritmos que coletam dados do que é de interesse de cada utilizador e o induzem ao consumismo exacerbado, consequentemente os direitos permanecem somente no papel. 
       Sob essa perspectiva, o sociólogo Émile Durkheim acreditava que a sociedade deveria unir-se como um "corpo biológico" que mediante a individualidade de cada um teria consciência para solucionar os problemas cotidianos. Nesse sentido, é direito da população reivindicar do Governo uma utilização mais segura e menos manipuladora da internet. Posto que é dever do Estado manter o bem estar social.
       Diante dos fatos supracitados, são necessárias medidas para amenizar o quadro atual. Logo, torna-se fundamental uma ação conjunta entre Senado Federal e Ministério das Comunicações, no qual esses, por meio de um projeto de lei, punam empresas que coletem dados de usuários banindo-as da internet. Essa medida irá democratizar a utilização dessa tecnologia, diminuir a manipulação e tornar mais segura a navegação dos usufruidores. Assim, o totalitarismo poderá ser extinto da era tecnológica.