Envie sua redação para correção
    Com a Globalização o acesso a internet tornou-se mais fácil e rápido, entretanto, não significa que o conhecimento tenha aumentado, afinal muitos preferem ficar em redes sociais a ler sore algo que acrescente na sua "bagagem" cultural. Isso pode gerar consequências, como novas formas de totalitarismo. 
      Uma das redes sociais mais usadas no mundo é o Facebook, onde as pessoas podem compartilhar momentos únicos, trocar informações, organizar manifestos, e são justamente por esses dois últimos mecanismos citados que o Facebook é proibido na Rússia. Essa proibição é uma forma que o governo encontrou para que nada pudesse mudá-lo e continuasse totalitário. Esse é só um dos exemplos das milhares formas de totalitarismo no século XXI, há também a omissão  de informações à população, a vigilância do que se publica, entre outras.
      Uma outra forma é não incentivar os adolescentes a procurar por informação, por conhecimento, fazendo com que sua capacidade de criticar/refletir seja cada vez menor,  uma vez que, em seu histórico de pesquisa no computador seja raro um site de notícias, e com isso, por causa do algoritmo, esse tipo de site nunca será sugerido. Assim, o governo vai criando uma população irreflexiva, iludida mas, em contra partido, este estilo de governo torna-se quase que inabalável. 
      Logo, junto com a tecnologia veio a renovação do totalitarismo, infelizmente. Visando que o governo não quer mudar isso, a ONU (Organização das Nações Unidas) pode intervir, aplicando multas em países que apresentam tais condutas (como a Rússia), pode também tornar obrigatório as aulas de Sociologia e Filosofia em todas as escolas (fazendo com que os adolescentes reflitam/critique); algumas medidas precisam ser tomadas com urgência para que o totalitarismo acabe de uma vez.