O abuso de álcool na sociedade brasileira

Envie sua redação para correção
    O aumento do consumo de bebidas alcoólicas no Brasil se tornou um problema de saúde pública grave e tem gerado sérias consequências para toda sociedade. A dependência, o uso imprudente de forma a colocar a vida de terceiros em risco e o fácil acesso a esses produtos é o principal fator de disseminação dessa epidemia nacional. Combater tal problemática se faz necessário para que haja uma diminuição e um combate efetivo a esses fatores que contribuem para esse aumento no consumo.
        A priori, segundo dados publicados na revista Veja, na última década o Brasil passou de 36° para 25° no ranking dos quarenta países que mais consomem bebidas alcoólicas no mundo. Isso é reflexo da falta de políticas públicas que visem combater o consumo dessa substância, gerando assim um comércio cada vez mais lucrativo que fatura milhões as custas de vidas e da destruição incisiva de muitas famílias. Diante de tal exposto, fica claro a necessidade de uma mudança urgente nesse cenário, aplicando medidas dificultem o acesso a esses produtos. 
        Outrossim, segundo dados publicados no portal de notícias G1, o Brasil é o quinto pais com maior incidências de acidentes de trânsito causados pela ingestão bebidas alcoólicas. Só no ano de 2018 foram mais de três mil autuações por embriagues em rodovias federais, sendo que boa parte dessas os motoristas tinham pouca ou nenhuma condição de conduzir seus veículos, segundo o que foi relatado pela Polícia Rodoviária Federal. Diante disso, fica claro de que é preciso uma maior rigidez na lei, pois infelizmente tal situação reforça a falta de responsabilidade de muitos motoristas que colocam suas vidas e a de outras pessoas em risco. 
        Nesse contexto, fica evidente a necessidade de uma mudança eficaz e urgente para tal problemática. Para isso, o Poder Legislativo deve buscar colocar em pauta projetos de leis que dificultem o acesso a essas bebidas alcoólicas, encarecendo-a e principalmente punindo donos de estabelecimentos que vendam para menores de idade e para motoristas na beira de rodovias. Somado a isso, os órgãos de segurança em conjunto com o Ministério da Educação e da Saúde, deve desenvolver cartilhas e palestras nas escolas e com a sociedade em geral, visando conscientizar população dos riscos da ingestão de bebidas alcoólicas, expondo os inúmeros casos de acidentes de trânsitos, doenças causadas pelo uso excessivo o risco da dependência alcoólica. Somente assim será possível reverter essa situação e diminuir esses altos índices tão preocupantes para toda sociedade brasileira.