Envie sua redação para correção
    No filme "Vício maldito", Joe Clay um jovem publicitário acaba se apaixonando por Kirsten, uma colega de trabalho. Os dois se casam e por conta da pressão profissional ele começa a beber cada vez mais. Fora do fictício, o abuso do álcool está se tornando um alarmante problema na sociedade brasileira, em vista do descaso do governo com a temática, além disso, o exagero da substância traz sérias consequências para a saúde do próprio indivíduo. 
      Em primeiro lugar, é importante destacar que o descuidado do Estado está ligado em sua disponibilidade facilitada do elitismo para menores, já que segundo a Pesquisa Nacional de Saúde do Ensino Fundamental (Pense) ,55% dos adolescentes do fundamental já experimentaram bebidas alcoólicas, além do mais a precarização no atendimento de pessoas com transtornos relacionado ao alcoolismo se deve pelo negligenciamento do poder público. 
      Consequentemente, com os passar dos anos o alcoolismo traz sérios riscos a saúde dos seres humanos como o câncer de fígado e quando consumido no período da gestação a gestante desenvolve a síndrome fetal alcoólica, em que o feto apresenta deficiência de crescimento podendo acarretar no óbito da criança ou até mesmo da grávida, já que segundo a Organização Mundial da Saúde, na faixa etária de 20 e 39 anos, cerca de 13,5% do total de mortes são atribuídos ao uso de bebidas alcoólicas. 
      Portanto, é mister que o Estado tome providências para amenizar o quadro atual. Nesse sentido, o Ministério Público, deve monitorar e restringir a disponibilidade da bebida para menores de idade. O Ministério da Saúde, deve investir na formação de docentes para ampliar a qualidade no atendimento de indivíduos com transtorno relacionado ao consumo perigoso. A Secretária de Saúde, juntamente com o Centro Cultural do Ministério da Saúde, deve criar campanhas de conscientização à respeito de doenças causada pelo excesso do álcool, para que não se torne apenas  "vícios malditos" como citado acima.