O abuso de álcool na sociedade brasileira

Envie sua redação para correção
    O consumo de álcool permeia a sociedade desde os primórdios da civilização, na qual o deus Baco era celebrado com bastante vinho e festa. No entanto, o abuso de substâncias alcoólicas, que se observa no Brasil, é bem preocupante, visto que gera a dependência do indivíduo e causa profundos impactos sociais. Com efeito, é necessário um posicionamento do Poder Público e da sociedade para resolver essa problemática. 
               Os jovens são o público mais vulnerável à dependência de bebida alcoólica devido à necessidade de eles se autoafirmarem, perante amigos que bebem em demasia, ou de esquecerem momentaneamente problemas pelos quais passam. Além disso, esse consumo é naturalizado em campanhas midiáticas na televisão e na internet, que associam o álcool à beleza, juventude e diversão. 
                     Embora seja uma droga lícita, a ingestão desmedida de álcool acarreta efeitos nocivos no organismo humano, entre eles a alteração de humor e a perda de reflexos. Outrossim, o abuso dessa bebida é um caminho para a dependência o o uso de drogas mais pesadas para suprir o vício. À medida que as doses e a compulsão aumentam, o organismo se intoxica e o sujeito perde suas faculdades mentais, bem como debilita o seu corpo. Consequentemente, não é capaz de realizar atividades banais, nem trabalhar quando atinge o ápice da dependência. 
                     Portanto, nota-se a gravidade dessa problemática e a necessidade de uma ação conjunta para saná-la. É necessário, pois, que o Ministério da Saúde, em parceria com estados e municípios, mobilize psicólogos, assistentes sociais e ex-dependentes alcoólatras a fim de que eles possam alertar o jovens e adultos, por meio de palestras, debates e rodas de conversa nas escolas, em redes sociais ou em unidades de saúde, acerca dos danos psicológicos, físicos e sociais que o álcool acarreta. Além disso, o Ministério da Infraestrutura e da Educação e Cultura devem investir na construção de diversificadas opções de lazer, tais como praças, centros esportivos, museus e cinema a fim de a sociedade não se limitar a festas regadas a álcool como diversão. Desse modo, será possível não apenas minimizar esse problema, mas também proporcionar um melhor qualidade de vida a todos.