Envie sua redação para correção
    Abuso de álcool no Brasil
      Promulgada em 1988, a Constituição Federal Brasileira garante a todos os indivíduos o direito à saúde. Contudo, o consumo excessivo de álcool entre os brasileiros e os problemas de saúde gerados pelo mesmo impedem que parte da população desfrute desse direito na prática. Nessa perspectiva, cabe avaliar os fatores que favorecem esse quadro.
      Em primeiro plano, urge analisar o exagero na ingestão de álcool. Nesse contexto, observa-se muito presente na sociedade o exemplo imprudente de beber para ser embriagar, ou seja, consumir em excesso por prazer. De acordo com o estudo Levantamento Nacional de Álcool e Drogas, 16% da população consome álcool de forma nociva. Desse modo, torna-se evidente a urgência de agir contra o abuso de álcool no Brasil.
      Outrossim, inúmeros riscos à saúde estão diretamente ligados ao uso de álcool. Nesse âmbito, o biocientista Gabriel Andreuccetti, da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo, afirma que, no Brasil, o uso abusivo de álcool tem proporções endêmicas. Nesse sentido, o consumo de álcool propicia o desenvolvimento de diversas doenças, além de ser um risco à segurança e bem-estar do indivíduo e da comunidade.
      Portanto, medidas são necessárias a fim de mitigar os impactos causados pelo impasse. O governo deve aumentar os impostos das empresas de bebidas alcoólicas, de modo que vise o aumento do preço de venda, além de restringir a venda de bebidas por meio de horários limitados para efetuar a compra, como exemplo: das 10 horas da manhã à meia-noite. Assim, com o objetivo de dificultar a compra e, consequentemente, o consumo. Dessa forma, garantir-se-á a diminuição da ingestão de álcool e saúde com mais qualidade no Brasil.