O abuso de álcool na sociedade brasileira

Envie sua redação para correção
    Em 1930 houve a proibição de vendas, fabricações, exportações de bebidas alcoólicas nos EUA o que acabou não funcionando, pois as pessoas frequentavam lugares que faziam a venda clandestina e acabavam consumindo álcool ilegalmente. Essa situação é inegável de que as pessoas não tem controle, exageram nas doses ou por estarem em um momento de diversão entre amigos para não ser zoado. Sob esse aspecto, é relevante compreendermos as reais consequências para o Brasil.
      Em primeiro lugar, é importante perceber que a bebida traz diversos problemas a vida da pessoa ao longo do tempo, como dependências. Isso ocorre porque quanto mais a pessoa vai gostando do efeito que a bebida causa sobre ela, mais ela vai consumir sem medo colocando a vida em risco, muitas pessoas também usam para amenizar problemas que estão enfrentando na vida como se fosse um amparo.
      Outro fator interessante para se discutir é a perda da memória  desde pequenos problemas até mesmo a grandes problemas. Tudo começa com uma perda de memória momentânea chamada de "blackout fragmentado", em que não se lembra de muita coisa que aconteceu no dia anterior e com o tempo pode chegar a amnésia em que a pessoa deixa de aprender coisas novas e de realizar coisas simples. O abuso do álcool não é colocado em questão na sociedade já é algo banalizado, só por ser uma droga lícita que não vai contra a lei.
      Fica evidente, portanto, a necessidade de o Ministério da Saúde (MS) alertar a população através de campanhas publicitárias para mostra o quanto abusar do álcool pode trazer consequências até mesmo irreversíveis para à saúde e que deve conversar sobre o assunto com pessoas para tirar a banalização que a em cima da bebida alcoólica para que as pessoas possam ter mais cuidado e preservar a saúde.