O abuso de álcool na sociedade brasileira

Envie sua redação para correção
    O uso e o abuso arriscado da bebida alcoólica afeta entre 15% e 40% da população adulta. Esse número, ainda que médio, é muito significativo, pois os indivíduos sofrem com as consequências da dependência do álcool. É notório que a ingestão intensa do líquido é um grave problema para o cidadão e, assim como, para a sociedade.
          De acordo com os dados da OMS, 3,3 milhões de pessoas morrem a cada ano devido ao consumo exacerbado do álcool e que o Brasil, em 2016, ultrapassou a média internacional de consumo por pessoa. Entretanto, diversas são as consequência que os atingem, como doenças crônicas, acidentes no trânsito e infertilidade feminina após muito tempo de uso. Ainda assim, a dependência alcoólica precoce é uma realidade para a sociedade e os resultados são mais graves.
          Contudo, o problema está longe de ser solucionado, uma vez que a partir da ingestão do álcool o corpo libera dopamina, substância que traz prazer ao dependente. Segundo Aristóteles, "A felicidade não se encontra nos bens exteriores", ou seja, o ser humano está a procura da felicidade a todo momento na sua vida e a encontra na bebida, líquido que traz bem-estar interno.
          A partir do exposto acima, infere-se, portanto, que o abuso de álcool na sociedade brasileira é um problema e traz diversos riscos. Sendo assim, cabe a OMS fazer campanhas apresentando as diversas consequências da dependência da bebida, visando uma maior conscientização da população. Ainda assim, as escolas devem ministrar palestras aos jovens que informem a gravidade do problema. Dessa forma, teremos no Brasil uma sociedade mais consciente e saudável.