O abuso de álcool na sociedade brasileira

Envie sua redação para correção
    De acordo com o sociólogo Émile Durkeim, a sociedade é como um corpo biológico e necessita que todas as partes estejam funcionando bem para que haja equilíbrio. Seguindo este pensamento, compreender o problema do abuso de álcool na sociedade como um desafio a ser superado pode ser o ponto de partida para que o álcool deixe de ser visto como algo divertido e passe a ser levado a sério.
                 É inegável que a fuga do estresse diário esteja entre as causas do problema do alcoolismo. O mito da caverna, de Platão descreve a situação de pessoas que se recusavam a observar a verdade em virtude do medo de sair de sua zona de conforto, com isso observa-se que essa alusão se faz presente na realidade brasileira em qualquer nível social, visto que as pessoas usam a bebida alcoólica como uma válvula de escape de seus problemas. Mas problemas quem não os tem?
                Não bastasse a falta de seriedade com que é tratado esse tema, a romantização do álcool é um agravante. Desde a Antiguidade Clássica o álcool era usado em comemorações e celebrações religiosas. De maneira análoga, percebe-se que hoje em dia o álcool ainda é visto como forma de socialização. Mas em uma sociedade onde é veiculada fortemente nas mídias de grande circulação e trazendo a ideia de liberdade, felicidade e aceitação social não podemos julgar as pessoas pois, a mídia é a principal influenciadora do consumo alcoólico. 
    
                Portanto, para que a questão do consumo exagerado de álcool seja amenizada, medidas precisam ser tomadas. É de suma importância que o Ministério da Saúde, juntamente com a mídia, propague esse assunto não só nas redes sociais mas em todos os meios de comunicação, de modo a fazer campanhas publicitárias de conscientização, que informem e alertem os cidadãos sobre as consequências da bebida alcoólica, bem como os sinais de dependência do álcool.