Envie sua redação para correção
    No período colonial iniciou-se uma das mais tradicionais festas do Brasil, conhecido como carnaval, que hoje arrasta multidões de brasileiros e turistas para tal festejo. Os escravos utilizavam desse evento para fazer suas manifestações conta a escravidão, hoje tal festa é utilizado para alavancar a economia brasileira e também é utilizado por alguns indivíduos para fazer manifestações e reivindicações contra o governo, principalmente com gastos públicos desenfreados.
     Primeiramente o carnaval é conhecido como um simbolo brasileiro, durante os quatros dias de festas podemos notar a grande quantidade de turista brasileiro e estrangeiro que migram para as ruas, todos em busca de blocos e marchinhas que percorrem as ladeiras de algumas cidades que são conhecidas como o berço do carnaval, tais como:Salvador, Recife, Ouro Preto e Rio de Janeiro. Notamos que durante esse evento a economia brasileira tem um ótimo crescimento, principalmente no comércio, onde nos deparamos com vendedores formais e informais disputando espaço entre a multidão para vender seus produtos.
      Um fator que deixa claro que o carnaval não é somente folia, mas também é utilizado por algumas pessoa para fazer reivindicações contra o governo, sendo expressado por musicas, fantasias e faixas. Assim como os negros reivindicaram contra a escravidão no passado, algumas manifestam contra os gastos do poder executivo e legislativos, pela falta de infraestrutura nos hospitais, pela falta educação de qualidade em alguns estados, pela precariedades dos transportes públicos, pelos preconceitos raciais e homofóbicos, engana quem pensa que o carnaval é somente de micaretas, trios elétricos pelas ruas e desfiles das famosas escolas de samba. 
     Deve-se constatar, portanto que o carnaval é bastantemente influente no Brasil, tanto no setor da economia como no modo das reivindicações de algumas classes que sente prejudicada, alertando o governo onde devem fazer melhorias para melhor atender a população, tornando o evento um simbolo da nacionalidade brasileira no século XXI.