Envie sua redação para correção
    No império romano, os líderes do governo utilizavam da política do ‘’pão e circo’’ para divertimento popular, assim, realizavam espetáculos a fim de ludibriarem o povo romano da corrupção presente. Logo, no século XXI os políticos se usam de artifícios carnavalescos para ilusionar a sociedade dos problemas sociais. Desse modo, o carnaval perde o seu caráter lúdico e simbolizam os enganos políticos, como também os dilemas posteriores de um evento popular desmedido. 
       Dessa forma, o carnaval atual representa a negligencia nos quais os políticos retratam a sociedade brasileira. Visto que, os governadores destinam dinheiro público para realização de foliões e desfiles carnavalescos. No entanto, o governo atualmente corta verbas para melhoria da educação e da saúde, assim demonstra a política ilusória de divertimento presente nos dias de carnaval. Dessarte, a festividade ilude as pessoas perante os problemas sociais brasileiros, uma vez que nos dias festivos tais empecilhos vão ser esquecidos momentaneamente, porém posterior ao carnaval estarão enraizados socialmente e cotidianamente nas vidas do povo brasileiro. 
       Dessa maneira, a população idealiza o carnaval com o liberalismo de bebidas e sexo. Efetivamente, os jovens são os que mais desfrutam das práticas desenfreadas de bebidas alcoólicas durante a festividade carnavalesca. Ademais, a comercialização acessível fomenta a prática de relações sexuais sem proteção, logo contribui para o agravamento de doenças sexualmente transmissível, como também a possibilidade de uma gravidez indesejada. Por isso, o carnaval perde o seu caráter lúdico e mascara os problemas sociais de uma festividade enganosa.
       Sendo assim, tornam-se fundamentais ações em relação as práticas do carnaval brasileiro. Em razão disso, é necessário a União Federal em junção aos Estados em conjuntos os Municípios a administração de verbas prioritárias para a educação e saúde, mas também para problemas sociais presente no meio social que possam atrapalhar o cotidiano da população. Além disso, é essencial que o Ministério da Saúde em companhia com os Posto de Saúde façam campanhas de conscientização ao público jovem sobre as doenças sexualmentes transmissíveis e também os devidos preservativos que devem ser usados durante o ato sexual.