Envie sua redação para correção
    O carnaval, como é retratado no filme Rio, é uma festa popular que acontece todos os anos em grande parte dos Estados brasileiros e que hoje é considerada a maior do país. Saindo da ficção, esse evento é um símbolo da nacionalidade brasileira por ser um meio de protesto e uma demonstração da cultura do país.
        Em primeira análise, os blocos e desfiles carnavalescos são constantemente usados para denunciar males da sociedade, como a corrupção. A Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis no ano de 2018 fez um desfile que criticava o abandono da população brasileira pelas autoridades. No mesmo ano, os blocos de rua foram marcados por cartazes e fantasias que denunciavam a corrupção na política. Tal fato mostra como o carnaval pode ser um momento de engajamento político e social da sociedade.
        Além disso, o carnaval demonstra a existência de uma unidade cultural. O Brasil está entre os 5 países com maior extensão territorial do mundo, e por esse motivo, exitem muitas festas populares, como a Festa Junina e a Folia de Reis. Entretanto, o carnaval, ao contrário da maioria dessas comemorações, não está presente em apenas um Estado brasileiro, mostrando a existência de um gosto comum a maior parte do país.
        Diante do exposto, é necessário que o governo invista em propagandas vinculadas internacionalmente, de modo que aumente o turismo no período do carnaval, o que permite a manutenção da maior comemoração popular do país e uma das maiores do mundo. Ademais, a própria população, ainda que a festa não seja do gosto de todos, deve incentivar a manutenção e o investimento de grupos particulares no carnaval de rua, que são eventos que servem para o entretenimento e divertimento das pessoas. Dessa forma, o carnaval poderá continuar sendo um símbolo da nacionalidade brasileira.