O carnaval como símbolo da nacionalidade brasileira no século XXI

Envie sua redação para correção
    Atualmente o carnaval é considerado como a maior festa popular do Brasil, porém, o que ganha destaque nesses festejos é a forte presença de uma aristocracia, em que somente as pessoas de classes mais altas são privilegiadas. A população é tapeada com alguns trios elétricos e outros meios usados, todos financiados pela mesma. 
      Esse atual situação é bastante semelhante ao que ocorria na política do pão e circo, em que a população era manipulada pelo império Romano. Lazer e alimentação eram disponibilizados à população em troca de paz e estabilidade para o império. O carnaval se assemelha a isso, os políticos enganam a população com algo que além de ser sustentado pela mesma, nem é acessível para todos, e evitam assim que a população se manifeste em busca dos direitos. 
      Com base no que foi dito, não deve ser considerado símbolo da população algo que não é disponível à todos, além de ter outros fins que não o divertimento e participação da população. O carnaval está direcionado à pequena parte da população com condições  financeiras boas, enquanto a outra parte que não tem esse privilégio, resta apenas buscar o sustento da família ou até mesmo observar os de boas condições se divertirem.
         Para que esse festejo possa ser um símbolo nacional, é necessário que vários reparos sejam feitos, partindo principalmente das autoridades políticas. Primeiramente com ações que beneficiem a massa populacional carente, usando de maneira benéfica o dinheiro público, tirando esse povo da miséria. Com isso será bem mais fácil dar acesso à população geral, tonando assim o carnaval um verdadeiro simbolo da nacionalidade brasileira.