Envie sua redação para correção
    O carnaval se refere ao período de três dias que antecede a quarta-feira de cinzas. No Brasil, é marcado por festas, desfiles e bailes. Sem duvida, essa comemoração, que gera renda, empregos e diversão , é um grande símbolo de identidade e nacionalidade para os brasileiros.      
        Em primeiro lugar, o carnaval é considerado um investimento econômico. A festa que envolveu cerca de 11 milhões de turistas em 2018, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), rendeu aproximadamente R$ 6,25 bilhões para a economia do pais, entre venda de ingressos, direitos de transmissão de televisão, reservas em hotéis e mais. Além disso gerou perto de 20 mil empregos, ajudando a reverter um quadro de desemprego alarmante.
         Por outro lado, esse evento também é utilizado como forma de protesto. Como exemplo, o Bloco das Carmelita teve como enredo rosa e azul é tudo igual, que fez referência à ministra da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves e sua frase polemica: "menina usa rosa e menino usa azul."
           Aliado a tudo isso, comemoração  ainda pode ser considerado parte da cultura brasileira. Do mesmo modo que os americanos tem o quatro de julho, o carnaval brasileiro é um dos feriados enraizados na sociedade, permitindo a interação de todos os brasileiros, independente da classe social, cor ou aparência. 
          Desse modo, o carnaval faz parte da formação da nacionalidade brasileira, gerando impacto no setor econômico e na vida de quem participa. O ministério da cultura (Minc), juntamente com as imprensa, devem criar um programa de televisão que após o carnaval divulga em rede nacional os gastos, os lucros, e o número de empregos gerados durante o carnaval, além de divulgar os melhores momentos do carnaval, como boas ações e destaques de desfiles, assim informando a população sobre a importância do carnaval, tanto para cultura, tanto para a economia.