Envie sua redação para correção
    Aumento de Doenças sexualmente transmissíveis (D.S.T), muita violência, Poluição nas cidades, número discrepante relacionado a mortes nas estradas por embriagues, movimento político a favor de interesses no desvio de verbas públicas, taxa de gravidez indesejada alta aliada ao aborto ilegal e vulgaridade de uma cultura extremamente importante para o país.Esse é o retrato do símbolo nacional do carnaval no Brasil no século XXI. 
           Certamente, uma análise dos dados sobre acidente de trânsito nesta época de ano e nos últimos tempos, mostra um número alarmante de pessoas mortas, a Confederação Nacional de Trânsito (C.N.T) alerta que em 2017 houve  mais de mil acidentes e cento e cinquenta pessoas morta pelo mesmo, comprovando os riscos que o carnaval vem oferecendo neste período. 
           Ademais, o investimento feito pelo Governo Federal e Estadual em prol de melhores condições em relação a organização de verbas, estrutura e educação cultural para tal evento, tem sido mínimo.Além disso a divulgação de riscos não só de doenças como também de poluição ao meio ambiente, não foi feito com a devida intensidade, consequentemente, há muitos casos de gravidez indesejada, doenças transmissíveis e poluição ecológica em quase todos os estados.
         Desse modo, levando em consideração esses aspectos, a uma real necessidade de ações governamentais.O Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão (M.P.O.G) juntamente com as Prefeituras Municipais, elaborar projetos como ''O verdadeiro Carnaval Brasileiro'', visando investimentos e propagandas com marketing agressivo, mostrando a responsabilidade que devemos ter não apenas com o corpo, como também com as ruas e avenidas , evitando a poluição, e muita prudência nesta  fase de ano, para que todos possam curtir e festejar está maravilhosa cultura popular nacional brasileira.