O carnaval como símbolo da nacionalidade brasileira no século XXI

Envie sua redação para correção
    O carnaval nasce no Brasil colónia, sendo a junção de celebrações de diversos locais, como a Babilónia, Grécia e Roma, e que representa o país até no momento atual, sendo esse muitas vezes chamado de país do carnaval. Entretanto, nessa época os acidentes automobilísticos aumentam devido ao excessivo consumo álcool e os gastos públicos com essa festividade também são gigantescos, além disso, esse símbolo do país muitas vezes gera preconceitos por parte dos estrangeiros. 
          O descontrolado consumo alcoólico no período de carnaval provavelmente se deve a tradição greco-romana chamada de bacanais, onde o povo, para homenagear o deus do vinho, Baco, se embriagava e sedia aos desejos carnais. Esse comportamento é um dos que mais contribuem para o aumento do número de acidentes durante a festividade e torna o bêbado um dos protagonistas da festa. Ademais, o brasileiro já é visto pelos estrangeiros como alguém que está sempre bebendo, sorrindo e festejando, pois, o Brasil é conhecido como o país do carnaval e do futebol e, consequentemente, é como o mundo vê quem mora no local.
          Além disso, o país investe milhões de reais todo ano para custear tamanha festança enquanto outros setores, como saúde e educação, encontram-se em estado de emergência em alguns locais, faltando remédios para doentes e comida e materiais para as crianças, mostrando que o governo se preocupa bastante em manter esse símbolo do país. Mesmo que o investimento gere lucros com as compras da população no período, muitos veem esses gastos do governo e patrocínios de empresas como algo desnecessário e que poderiam ser aplicados em algo mais eficiente.
          Levando em conta o exposto, percebemos que a festividade que é símbolo do Brasil traz muita cultura, mas muitas desvantagens, como os acidentes e os gastos. Sendo assim, ao invés de gastar com os gigantescos desfiles e trios elétricos durante dias, o povo deveria se contentar com um dia carnaval, diminuindo os gastos públicos que poderiam ser aplicados em outros setores, além de diminuir a ocorrência de acidentes e contribuir para a degradação da imagem formada sobre os brasileiros que muitos estrangeiros acreditam.