O carnaval como símbolo da nacionalidade brasileira no século XXI

Envie sua redação para correção
    O ano só começa depois do carnaval.Populamente conhecida, tal frase testifica o quão marcante é essa festividade para o povo brasileiro.Ademais, o Brasil é conhecido mundialmente pelos desfiles das escolas de samba.Nessas condições,o carnaval já se firmou como símbolo da nacionalidade brasileira no século XXI.
     Em princípio, é preciso salientar que a comemoração não teve sua gênese em terras brasileiras.Isso porque, há relatos históricos de celebrações semelhantes ao carnaval na Mesopotâmia e Grécia.Aqui a comemoração foi introduzida no Período Colonial com o nome de entrudo.Desse modo, é comum pensar que a comemoração surgiu aqui, visto que é  a festividade é bastante difundida em todo território nacional.
     Decerto, durante o período carnavalesco o país muda totalmente.Logo, vários eventos acontece: as ruas e comércio são enfeitados, as escolas promovem bailes infantis  e as emissora de tv destinam uma parcela da sua programação para transmitirem a folia nas principais capitais.Em suma,quase todos os setores da sociedade se voltam para esse momento ,com o intuito de lucrar ou apenas de diversão.
     Por outro lado, críticas são levantadas acerca dessa folia.É sabido que alguns eventos desse período são patrocinados com verba pública.Por exemplo,os desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro em partes são pagos com os impostos dos contribuintes.Assim, é impróprio um estado que passa atualmente por dificuldades financeiras usar dinheiro do cidadão para custear uma festa enquanto os serviços básicos, como a saúde não funcionam adequadamente, devido a falta de recursos.
     Em vista do que foi exposto, é fundamental rever a forma de financiamento do carnaval.É necessário que as escolas de samba busquem a iniciativa privada, a fim de financiarem seus desfiles. Para atrai-las, as agremiações podem fazer publicidade dos seus patrocinadores na avenida e,a partir daí  eliminaria a participação do dinheiro público.