O carnaval como símbolo da nacionalidade brasileira no século XXI

Envie sua redação para correção
    As expressões culturais brasileiras são oriundas de uma historicidade miscigenada. Dessa forma, o carnaval conceitua-se como uma representação festiva dos costumes da população. Consequentemente, essa particularidade da cultura nacional contribui para a formação da identidade popular do país. No entanto, apesar de ter importante papel na caracterização do povo brasileiro, o carnaval tem se tornado veículo de movimentação econômica, o que afeta o significado atribuído à data. Logo, embora o carnaval seja o símbolo da nacionalidade brasileira no século XXI, as comemorações tem sido gradualmente elitizadas.
         Decorrente de manifestações da cultura nacional ainda nos primeiros séculos da colonização, a heterogeneidade do país consolidou-se em diferentes formas entre as regiões. Entretanto, posto que o carnaval abrange todas as peculiaridades do cidadão brasileiro, o festejo representa uma expressão comum a todo o território. A partir disso, o federalismo é subalterno à cultura, que cumpre sua função social de agregar nacionalismo à população em geral. 
         Contudo, "a atividade de consumir passou a ser o ponto central da existência humana", como afirma Nestor Canclini. De maneira análoga, observa-se que não existe mais a separação entre os âmbitos cultural, político e econômico. Diante disso, as festividades carnavalescas tornaram-se intrínsecas à venda da própria cultura. Por conseguinte, as maiores organizações festivas do carnaval são acessíveis a um grupo cada vez menor de pessoas, posto que são de caráter exclusivo financeiramente. 
          Portanto, a fim de recuperar o significado do carnaval como símbolo da nacionalidade brasileira, é preciso que o Estado e as escolas atuem simultaneamente. Para isso, o Estado deve promover festividades acessíveis a toda a população por meio de organizações gratuitas de entretenimento, com o intuito de redemocratizar o costume. Ademais, é necessário que as escolas informem os jovens sobre a historicidade do feriado e construa gradualmente o hábito de participar entre os alunos.