O combate à pedofilia no Brasil

Envie sua redação para correção
    Com o advento da Globalização e a Revolução Técnico-Científica do século XIX, a internet passou a ser mais utilizada mundialmente. A mesma é o maior veículo de propagação do erotismo infantil da atualidade, em suma, crimes como o estupro infantil e a pedofilia multiplicaram. A última é um distúrbio mental que leva indivíduos adultos a se sentirem sexualmente atraídos por crianças, e por esse motivo, transformam-se em criminosos sedentos por suas vítimas. No Brasil, em 2014, o Disque 100 recebeu mais de 180 mil denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes. Dessa forma, é evidente a necessidade de combater a pedofilia.
      Abusos sexuais e estupros infelizmente fazem parte da realidade de milhares de crianças, jovens e adultos. As primeiras, que são facilmente influenciadas, são as principais vítimas. Os pedófilos utilizam muitas vezes perfis falsos em redes sociais e salas de bate-papo online a fim de não parecerem suspeitos e começam a conversar com as vitimas como se não quisessem nada e dessa maneira, conseguem por fim realizar o abuso. Porém, existem casos de pedofilia que o criminoso é um indivíduo da própria família, a babá ou até mesmo o motorista do ônibus escolar. Ou seja, não há padrões que limitem esse ato doentio.
      Diante desse cenário, em 2001, um padre francês que estuprava e abusava sexualmente 11 crianças por dois anos foi condenado junto do bispo que ocultou o crime. No Brasil, o número de casos de violência sexual contra crianças de classe média subiu de zero para 22% na cidade de São Paulo, Ou seja, a pedofilia está presente em diversas camadas da sociedade, tanto nos países considerados de primeiro mundo, como nos em desenvolvimento. Assim, enganam-se aqueles que pensam que tal atitude ilícita é praticada apenas por um determinado grupo de pessoas. 
      Com o intuito de acabar com o impasse da pedofilia, atitude que enoja a raça humana, o Ministério da Educação e Cultura deve incentivar palestras nas escolas que ensinem os alunos sobre os perigos que a internet pode oferecer, demonstrando como existem indivíduos que se escondem por meio dessa plataforma para atingi-las. Os pais precisam ensinar seus filhos a não falarem com estranhos e também devem estar sempre atentos a qualquer mudança de comportamento, como o isolamento e reclusão das crianças. Outrossim o Legislativo em parceria com a Polícia Federal necessita criar uma lei que condene a pedofilia. Além disso, a Polícia Civil deve se infiltrar, por exemplo, em salas de bate-papo online a fim de evitar que as crianças sejam vítimas dos pedófilos. Por fim cabe a mídia ensinar os pais a notarem quando seus filhos estão sendo vítimas de abusos, e também como evitá-los, para dessa forma, a pedofilia reduzir consideravelmente e deixar de ser a mazela da sociedade.