Envie sua redação para correção
    Muito se discute sobre a pedofilia no Brasil, por ter como objetivo o combate à essa prática, no entanto crimes dessa natureza acontecem em grande proporção diariamente. Uma das formas de conscientizar o país foi criar o dia de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, representado pelo dia 18 de maio, dia em que a menina Araceli foi violentada e morta em Vitória/ES no ano de 1973, caso que ainda não foi resolvido até hoje.
          Esse tipo de violência infantil é apresentada de diversas maneiras, uma delas é por meio das redes sociais. Criminosos têm usado a internet para divulgar fotos íntimas de menores ou até mesmo para arrumar meios de se aproximarem fisicamente delas com intuito do ato sexual. Crimes virtuais ainda são difíceis de serem resolvidos, contudo causam danos irreparáveis em suas vítimas. 
          Outro fator preponderante é que a maioria dos agressores não são virtuais, muitos deles possuem grau de parentesco com a vítima ou é alguém do convívio da família, o que torna o desvendar da situação mais complicado, pois o menor se sente coagido ao falar do assunto. Por esse motivo os dados estatísticos não conseguem representar a realidade do Brasil de forma fiel. 
          Portanto medidas são necessárias para resolver essa problemática brasileira. Os pais e o governo precisam intensificar os cuidados com a criança e o adolescente, acompanhando os acessos à internet e os ensinando a preservarem suas particularidades através de um diálogo aberto, com assistência psicológica e com palestras escolares sobre o tema, desde as séries iniciais. Criar mais propagandas divulgando as formas de denúncia e os lugares competentes como: O conselho tutelar, a polícia e o centro de referência especializado de assistência social, também trará para a sociedade a responsabilidade de cada indivíduo para ter um país com crianças saudáveis e felizes.