Envie sua redação para correção
    A pedofilia apresenta-se como uma transgressão da integridade física de abuso ao corpo de uma criança. No Brasil tal prática é totalmente ilegal, além das convenções internacionais, no qual o país é signatário, que coíbem essa barbaridade. Hodiernamente, entretanto, tem-se uma incidência de abusos sexuais no Brasil alarmante, em que causas estruturais e conjunturais corroboram com a perpetração do crime. Logo, medidas da sociedade civil em consonância com o Governo são necessárias para erradicar a prática da pedofilia.
      A violência sexual contra crianças e adolescentes perpassa os estratos sociais e está presente em todo o tecido social brasileiro, pois além da questão econômica, está coadunada com a cultura que insiste em objetifica a mulher e a tratá-la com uma perspectiva determinista em relação ao seu futuro, subjugando-a e atribuindo papéis sociais. Por conta deste aspecto cultural a pedofilia é tratada como tabu e algo que deve ser mantido em silêncio, o que por consequência acaba inviabilizando denúncias sobre os crimes praticados.
      Embora ainda seja um estigma na sociedade pós-modernas, segmentos sociais tentam de forma incessante combater a pedofilia por meio de vários mecanismos, tal como a mídia, com a ministração de palestras em locais como escolas, bairros e em instituições da sociedade civil. Segundo Émile Durkheim, o corpo humano é constituído de várias partes que interagem entre si, e semelhante ao funcionamento do corpo a sociedade também possui uma coesão social que possibilita a resolução de problemas com o mesmo fito. Nesse sentido, percebe-se a importância da atuação de várias ramificações socias e governamentais para combater o problema.
      Para que se reverta esse cenário , portanto, é dever de instituições como, escolas e famílias inserirem a educação sexual para crianças, seja por meio de jogos educativos ou revista, com o fito de alertá-las desde cedo sobre situações que possam vim a ocorrer. Ademais, em consonância, o Congresso deve fomentar políticas públicas de prevenção da prática.