Envie sua redação para correção
    O combate a pedofilia no Brasil
       todos os dias, crianças e adolescentes entre 9 a 13 anos de idades são atendidas em hospitais após ser vitimas de violência sexual.
      No ano de 2012, foram notificadas 7.592 casos de violência registrados em hospitais sendo 72% meninas e 27% meninos, mas a quantidade de violência sexual no pais deve ser ainda maior, nem todos os estados enviam os dados para o SINAN (sistema de informação de agravos de notificação). Nos números do SINAN estão incluídos todos os tipos de violência, incluindo  estupros cometido por adolescentes e também pessoas conhecidas da família. Em 2013, foram recebidas  87 denúncias de violência sexual por dia, onde o agressor era amigo da família.
       Na maioria das vezes a exploração sexual começa dentro da própria casa da criança, sendo o agressor do sexo masculino, o autor do abuso vem de um parente, conhecido ou amigo da família. Quando esse abuso acontece entre conhecidos, e mantida sob segredo entre familiares pois a criança e ameaçadas para não contar nada a ninguém.
    ''É preciso que toda a sociedade – homens, mulheres, Estado, mídia – se comprometa a não reproduzir estereótipos de gênero que relativizam a violência sexual perpetrada contra as mulheres, buscando na vítima uma suposta justificativa para a ação criminosa'' 
     portanto, devem denunciar sempre que acontecer esses casos de assedio no disque 100, departamento de ouvidoria nacional dos direitos humanos tem a competência de receber, examinar e encaminhar denúncias e reclamações, devem fazer palestras em escolas e comunidades sobre o assunto, distribuir panfletos falando sobre a pedofilia no Brasil, o governo poderia reunir para discutir esse assunto tão importante que estar acabando com a infância no Brasil, leis que realmente funcione como  todos os pedófilos devem ter total punição pelos seus atos.